Apresentação | Biografia | Discografia | Discos | Links | Fatos e Fotos | Fã-Clube | Livro de visitas



MUSEU DE TIETÊ


Há pouco tempo atrás realizei mais uma viagem que muito me emocionou: fui visitar a terra de Cornélio Pires, Tietê, a famosa Curuçá de antanho...
Procurei o Museu Histórico, Pedagógico e Folclórico "Cornélio Pires", bem no centro da cidade e lá fui muito bem recebido pelo Sr. Benedito Pedro Silvestrim, o famoso Fuzilo. Ele é o atual coordenador do Patrimônio Histórico e Cultural de Tietê. Estudioso da cultura tieteense, Fuzilo é poeta, escritor, compositor e radialista, mas é principalmente um enorme conhecedor da vida de Cornélio Pires. Graças a ele é que consegui o material que está nesta página e que tenho a certeza vai deixar muita gente contente em poder conhecer ou relembrar das coisas boas da nossa vida do campo e que Cornélio tanto soube representar.


A seguir vamos mostrar algumas fotos tiradas nesta visita ao museu.



Museu de Tietê. Localizado no Largo São Benedito, 20, bem no centro da cidade, ao lado da Igreja centenária de São Benedito. O horário de funcionamento é das 9 às 11 h e das 13 às 17 h, de segunda a sexta-feira. Além de Cornélio, o museu abriga as obras de outros filhos importantes, como por exemplo o famoso músico brasileiro Mozart Camargo Guarnieri, o historiador Benedicto Pires de Almeida, autor da Cronologia Tieteense, cobrindo o período de 1783 a 1978. O museu possui cerca de 2000 peças catalogadas, além de abrigar a biblioteca municipal.



Quadros de Cornélio Pires, Benedicto Pires de Almeida, historiador e Mozart Camargo Guarnieri, compositor.



Documentos variados referentes a Cornélio Pires.




Parte de sua bibliografia e discos de sua autoria, com o famoso selo vermelho da Colúmbia.



Outro ângulo do mesmo acervo de documentos.



Quadro retratando Cornélio na fase adulta.



Outro retrato, da sua fase jovem.



Fuzilo, o coordenador do Patrimônio do Museu.



A herma em homenagem a Cornélio, erigida em 1959, e inaugurada durante a 1ª Semana Cornélio Pires,
realizada de 7 a 12 de julho naquele mesmo ano.



Detalhe da herma, localizada na principal praça de Tietê.


Clique para imprimir